Iúna aproxima de 200 infectados pela Covid 19

Em virtude disso, a partir de amanhã o município passa a figurar no mapa de Risco Alto do Estado

Por Estevão Gomes 28/06/2020 - 19:44 hs

O Boletim Epidemiológico da Vigilância em Saúde de Iúna, publicado pela Secretaria Municipal de Saúde deste domingo (28) apresenta mais 18 casos confirmados de COVID-19 nas últimas 48 horas. O total de confirmados subiu para 198.

O município aponta que dos 198 casos confirmados, 126 estão curados e 9 evoluíram a óbito. 181 pessoas tiveram exames negativos ou foram descartados por não evoluírem os sintomas, 150 ainda continuam como suspeitos e estão sendo monitorados pela equipe da Secretaria de Saúde do município.

A Secretaria informa que a epidemia de COVID-19 é muito grave e o grande desafio continua em evitar a disseminação do vírus. Todos são responsáveis por atitudes que podem salvar vidas, tais como: manter o distanciamento social; evitar aglomeração; usar sempre máscara ao sair de casa; praticar hábitos de higiene recomendados e alertam as autoridades.


Iúna entra para o mapa de Risco Alto

O município de Iúna entra nesta segunda-feira para o mapa de Risco Alto para Covid-19. Além dele, outros três municípios do interior do Espírito Santo também entram para o mapa: Castelo, Nova Venécia e Ponto Belo. Enquanto isso, saem Águia Branca, Alfredo Chaves, Ecoporanga, Itarana e Mantenópolis. Os municípios que entraram no Risco Alto permanecem por 14 dias.

Agora, 41 cidades permanecem em Risco Moderado e outras 37 em Risco Alto. A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, considerando apenas o coeficiente de incidência. No dia 04 de maio foi inserida a matriz de risco como ferramenta do mapa de risco, constando o coeficiente de incidência e taxa de ocupação de leitos de UTI.

Em 18 maio, a matriz de risco foi ampliada com a inserção da taxa de letalidade, índice de isolamento social e percentual da população acima de 60 anos. O mapa de risco segue orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle, que integra representantes de diversos órgãos do governo e outras entidades.

Sobre a mudança de mapa, onde o município de Iúna passou a integrar ao grupo de Risco Alto, o prefeito Weliton Virgílio Pereira disse que vai acompanhar as orientações do decreto estadual, quais sejam: com a mudança na classificação de risco os municípios terão que adotar medidas mais restritivas, como autorizar o funcionamento do comércio não essencial em dias alternados, com proibição de atividade comercial aos sábados e domingos, exceto delivery.

Já o promotor de justiça da comarca de Iúna, Dr. Roger Guimarães de Melo Barreto, disse que a recomendação é a mesma de antes, seguir com rigor absoluto as determinações dos órgãos de saúde estaduais e municipais, refletidos nos decretos e portarias pertinentes. “O papel do MP segue sendo o mesmo, buscar que as determinações legais sejam cumpridas, para que a saúde da população seja protegida”.


Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Afonso Claudio, Alto Rio Novo, Anchieta, Aracruz, Baixo Guandu, Boa Esperança, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Divino de São Lourenço, Fundão, Guaçuí, Guarapari, Ibiraçu, Itapemirim, Iúna, João Neiva, Marataízes, Marechal Floriano, Mucurici, Muqui, Nova Venécia, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Teresa, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, São José do Calçado, São Roque do Canaã, Serra, Viana, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO MODERADO: Água Doce do Norte, Águia Branca, Alegre, Alfredo Chaves, Apiacá, Atílio Vivacqua, Barra de São Francisco, Brejetuba, Bom Jesus do Norte, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Ibatiba, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu,  Itarana, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Muniz Freire, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Rio Bananal, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, São Mateus, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante e Vila Pavão.