Preso homem que matou padre em Manhumirim

A Polícia Militar de Manhumirim prendeu o homem que matou o Padre Adriano da Silva Barros, de 36 anos. O corpo do vigário da Paróquia São Simão, em Simonésia, foi encontrado com marcas de golpes de faca e praticamente carbonizado, no final da tarde desta quarta, 14/10.

Por Estevão Gomes 15/10/2020 - 07:43 hs

Segundo relatos, o Padre Adriano teria ido visitar a mãe dele que está doente, na cidade de Martins Soares e retornaria para Simonésia onde iria celebrar uma missa na zona rural nesta terça-feira. A última vez que foi visto foi no centro de Reduto, onde se deslocou em seu veículo Chevrolet/Onix, cor branca, placa: QWS-4472. Ele deixou a irmã na cidade e continuou a viagem.

A partir daí, o sacerdote não entrou em contato, não atendia o celular e as mensagens enviadas não eram visualizadas.

Por volta de 18 horas desta quarta-feira (14/10), a PM foi acionada por um morador Córrego Pirapetinga em Manhumirim, que visualizou um fogo em seu terreno. Ao tentar apagar, localizou um corpo carbonizado.

Equipes da PM e da Polícia Civil foram até o local. A perícia confirmou ainda ferimentos provocados provavelmente por facas.

Irmãos do Padre Adriano também estiveram presentes e reconheceram o corpo.

Dois suspeitos acabaram localizados. Eles foram vistos por testemunhas próximo ao local onde o corpo foi encontrado. De acordo com o Tenente Walquer, o autor de 22 anos confessou o homicídio.

Veículo ainda não foi localizado. Segundo informações da PRF ele teria sido visto passando por Teresópolis/RJ na madrugada de quarta, por volta de 5 horas.

Jailton Pereira / Portal Caparaó