Falece Jorge Salomão Fadlalah, um dos comerciantes mais antigos de Ibatiba

Falece Jorge Salomão Fadlalah, um dos comerciantes mais antigos de Ibatiba

 Sua loja havia sido aberta a 113 anos por seu pai

Jorge Salomão Fadlalah (1932-2021)

Quando assumiu as atividades do comércio em 1953, a "venda" era já antiga. Suas portas tinham sido abertas em 1908 por Salomão José Fadlalah, libanês chegado à vila do Rosário (hoje cidade de Ibatiba) poucos anos antes. Esse heroico imigrante foi praticamente o fundador da pequena vila, criou família, construiu uma casa grande - atualmente o Museu do Tropeiro - empreendeu em diversas áreas, implantou energia elétrica e beneficiamento de café. Salomão se transformou em referência para moradores, viajantes, tropeiros e representantes comerciais. Em 1943 faleceu aos sessenta anos. Dez anos depois, com apenas 21 anos, Jorge passou ao comando.

Trabalhou naqueles balcões durante quase setenta anos, com assombrosa disposição física e moral. Nunca cedeu ao desalento, tinha um contagiante bom humor, com o qual colecionou centenas de amigos, de fregueses, de afilhados. Nunca alguém o ouviu se queixar de cansaço. Todos os dias, por sete décadas, atravessou a rua para se postar de pé atrás do balcão e aguardar seus fregueses; e cada um que entrava era recebido como se fosse o único daquele dia. Com permanente alegria, tinha sempre alguma anedota ou uma nova charada para contar.

Jorge se orgulhava da história de sua loja, com as portas abertas durante 113 anos sem nenhuma interrupção.Seus filhos pretendem que continue assim, eles têm imenso orgulho da valorosa história de seu admirável pai

Jorge faleceu mansamente, em casa, no último domingo, 25 de outubro, aos 89 anos, devido a complicações derivadas da Covid 19. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 20 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.anoticiadocaparao.com.br/

Cron Job Iniciado