Iúna: Câmara aprova orçamento de R$ 85 milhões para 2022

Iúna: Câmara aprova orçamento de R$ 85 milhões para 2022

Essa é a primeira vez depois de 25 anos que a câmara aprova um orçamento com mais de 50% de suplementação

 A Câmara Municipal aprovou nesta segunda-feira (29), o orçamento geral do município de Iúna para o ano de 2022, estimado em R$ 85.000.000,00. O projeto foi aprovado na íntegra garantindo ao executivo 53% de suplementação através de créditos adicionais. A aprovação foi dada por oito votos a dois, após os vereadores rejeitarem pelo menos 14 emendas apresentadas ao projeto. As duas pastas que vão receber maiores recursos no próximo ano são: Educação - R$ 28.321.300,00 e a Saúde - R$ 20.500.000,00.

A previsão orçamentária para 2022 está estimando uma arrecadação de 20 milhões de reais a mais em relação ao orçamento desse ano, que foi de R$ 65 milhões. Além desse aumento, a administração vai poder abrir créditos suplementares e adicionais de até R$ 45 milhões, o que dará ao executivo bastante liberdade para desempenhar seus projetos de investimento.

Votando contrário ao projeto, por ter tido suas emendas rejeitadas, o vereador Emmanuel Garcia argumentou que votou contra porque achou um contra senso. "Se minhas emendas foram todas rejeitadas, porque eu votaria favorável ao projeto? Não sou contra a administração do prefeito Romário, torço para que ele faça um bom governo".

Geovan Reis, Edson Almeida e Emerson Santos.

Já o vereador do PSB, Adimilson Souza "Dimilsim Flora", justificou seu voto favorável ao projeto, fazendo uma análise do governo anterior. "No mandato passado, o prefeito não fez quase nada e culpava a Câmara. Agora vamos fazer diferente: vamos dar liberdade ao prefeito para trabalhar. Vamos fiscalizar suas ações e se alguma coisa não ficar de acordo, temos o Ministério Público para denunciar".

Perguntado ao prefeito sobre os 20 milhões a mais que ele pretende arrecadar no próximo ano, ele salientou que essa super estimativa já está garantida. "Isso é fruto de uma economia que fizemos neste ano. Vamos fechar 2021 com mais de R$ 20 milhões em caixa. Vamos ter tranquilidade para trabalhar".

Votaram favoráveis ao projeto, os vereadores Paulinho, Dimilsim, Tuíca, Jonathan, Helton, Matheus, Geovane e Emerson. Votos contrário dos vereadores Emmanuel e Leonardo. 

Helton Mariano, Paulinho da Tôca, Leonardo Teixeira e Matheus Fonseca.

Aprovação histórica

Essa é a primeira vez depois de 25 anos que a câmara aprova um orçamento com mais de 50% de suplementação. A última vez foi no primeiro ano da administração do prefeito Herivelto Leal Faria, em 1996, quando se votava o orçamento com 100% de suplementação. No segundo ano, a suplementação foi reduzida para 50%. As próximas administrações já tiveram índices menores, até que no mandato do prefeito Zé Ramos, em 2010, foi reduzido a 10% no primeiro ano e depois a 1% a partir do segundo ano. Isso veio acontecendo até o final do mandato do Coronel Weliton.

O engessamento do orçamento, no mandato anterior, obrigou o prefeito a fazer pedidos de suplementação à Câmara antes da metade do exercício. A intransigência entre os poderes atrasou votações, deixando o município sem investimentos e consequentemente sem aplicação dos recursos. Neste ano de 2021, ainda administrando sob a égide do orçamento anterior, o prefeito Romário teve que pedir suplementação à Câmara várias vezes.

Com a aprovação do projeto na noite desta segunda-feira, o prefeito Romário Batista Vieira disse que seu objetivo é trabalhar. "Não quero fazer coisas erradas. Meu objetivo é fazer um mandato voltado para a população, melhorando as condições de vida das pessoas". 

Valci Tuíca, Dimilsinho Flora, Jonathan Bonfante e Emmanuel Garcia.
 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 26 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.anoticiadocaparao.com.br/

Cron Job Iniciado