Homem se passa por policial civil para furtar residência, mas é preso em Guaçuí

Você RepórterPOLÍCIA

Homem se passa por policial civil para furtar residência, mas é preso em Guaçuí

O falsário pediu para usar o banheiro, para adentrar na casa de uma senhora

Um homem de 27 anos, que se passou por policial civil para furtar uma residência, foi detido nessa quinta-feira (15), por policiais civis da Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí, no bairro Antônio Francisco Moreira, no município.

No último domingo (11), usando uma blusa, máscara e um "crachá" da Polícia Civil, o homem foi até a residência de uma mulher de 55 anos e se identificou como policial, dizendo que necessitava utilizar o banheiro da casa, pois estava aguardando a viatura apanhá-lo.

"A mulher confiando no rapaz totalmente identificado como policial, deixou que ele adentrasse na sua residência. Porém, após utilizar o banheiro, ele furtou uma quantia em dinheiro que estava no quarto da vítima. A vítima no dia seguinte procurou a Delegacia de Guaçuí e, então, descobriu que não havia nenhum policial com o nome que ele havia dito", conta o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí, delegado Marcos Nery.

Foi confeccionado um boletim de ocorrência para apurar os fatos e, após uma minuciosa investigação, o homem foi identificado na manhã dessa quarta-feira (14).

Segundo a autoridade policial, ele foi detido na residência de uma namorada, no bairro Antônio Francisco Moreira, e, no local, foi encontrada uma máscara com a inscrição "Polícia Civil". Já a camisa e o "crachá" não foram encontrados, segundo o investigado, pois teriam sido jogados no lixo.

O homem foi levado para a DP de Guaçuí, onde prestou declarações e, como não havia situação flagrancial, foi liberado para responder em liberdade pelos crimes de furto qualificado e falsidade ideológica.

Ainda de acordo com a autoridade policial, até o momento só se tem registro de uma vítima que este suspeito fez. As investigações continuam. "Destacamos a importância da denúncia anônima. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas", informou.



Fonte: Polícia Civil / Texto: Olga Samara 

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 20 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.anoticiadocaparao.com.br/

Cron Job Iniciado